A primeira consulta no Dentista – 1º ano de vida, 1º dentinho, 1ª visita ao dentista

A American Academy for Pediatric Dentistry e a American Dental Association recomendam que a primeira ida ao dentista seja no primeiro ano de vida. Nos também, acreditamos que o caminho esteja na prevenção, no cuidado e controlo de hábitos, assim como no ensino de técnicas de escovagem e higiene oral correctas.

A cárie dentária é a doença crónica mais comum na infância. Em Portugal, a percentagem de crianças até aos 6 anos é de cerca de 50%. Fora a dor que provoca, se não for tratada precocemente pode causar uma infeção que se poderá alargar até aos tecidos moles, causando abcessos, com potencial envolvimento sistémico, podendo chegar em alguns casos a sepsis. A perda prematura dos dentes pode originar problemas na fala e também défices nutritivos por dificuldades na mastigação.

A primeira consulta deverá ter lugar por volta do 1º ano de vida, uma vez que nesta idade começam a erupcionar os 1ºs dentinhos. Esta, constitui uma das consultas mais importantes, se não mesmo a mais importante. 

Normalmente nesta primeira visita, a criança apenas conhece o espaço, os instrumentos e o dentista pediátrico. Quando necessário poderemos também realizar algum tipo de exame radiográfico, mas o mais importante é que a criança se sinta confortável e segura e que se estabeleça, nesta primeira experiência, uma relação de empatia e de confiança entre a criança e o odontopediatra. É, portanto, fundamental que esta primeira experiência seja positiva e agradável. 

Não devemos adiar e esperar uma situação de urgência, por exemplo uma queda que pode ter repercussões a nível dentário, já que a infância é a fase em que se verificam mais situações de traumatismos dentários, ou até mesmo dor de dentinhos. A ida ao dentista deve tornar-se um hábito que deve ser o mais rotineiro possível, para que desta forma seja mais fácil a criança aprender a lidar com o medo e a comportar-se na consulta.

Nesta primeira consulta, o odontopediatra realiza também uma avaliação do risco de cárie da criança, uma vez que existem crianças mais suscetíveis à cárie, por exemplo por razões genéticas, hábitos alimentares e de higiene, e por isso é importante que haja uma gestão equilibrada na dieta, higiene e aplicação de flúor para prevenção destas lesões cariosas.

Deve ser também mostrada a melhor forma de escovar os dentinhos da criança e explicados quais os cuidados a ter com a higiene oral em casa.

 Baseada na prevenção e avaliação do crescimento dos maxilares, nesta consulta devem ser avaliados os hábitos de sucção, os nutritivos (amamentação e biberão) e não nutritivos (uso de chupeta ou sucção digital).

Poderá, ainda, ser efetuada uma consulta de Medicina Dentária Preventiva, onde se procede à limpeza e a aplicação tópica de flúor.

No final da consulta de odontopediatria é explicado aos pais o diagnóstico e estabelecido o plano de tratamento. 

No caso de uma boa saúde oral e de não haver necessidade de tratamentos adicionais, a criança deve visitar o dentista no mínimo de 6 em 6 meses para fazer uma reavaliação durante uma consulta de Medicina Dentária Preventiva. 

A prevenção na criança é o melhor investimento que podemos fazer na saúde bem-estar dos nossos filhos.

Cero Kids, se queres ser O Kid

Dra. Rita relógio

Dra. Rita relógio

2019 Pós graduação Odontopediatria Oral Project, Lisboa (Portugal)
2019 Pós graduação de Ortopedia Dento-facial Interceptiva e Ortodontia – OrtoFirst, Almada (Portugal)
2018/2019 Master em Sistema Damon, Ortodontia Autoligável – Ormco, Madrid (Espanha)
2018 Pós-graduação em Cirurgia Oral Avançada – Universidade de Ciências Médicas, Faculdade de Havana, Havana (Cuba)
2018 Coroas Pediátricas Estéticas em Zirconia – NuSmile – Clinica Malo, Lisboa (Portugal)
2017 Do bebé ao adolescente – Clinica Malo, Lisboa (Portugal)
2017 Regeneração óssea: Curso Prático Hands-on – Ordem dos Médicos Dentistas, Setubal, Troia (Portugal)
2016 Curso Teórico-Prático de Endodontia – EndoAcademy – Mastering Endodontics, Lisboa (Portugal)
2010/2016 Mestrado Integrado em Medicina Dentária – Universidade Fernando Pessoa, Porto (Portugal)
2016 Curso Hands-on: Endodontia Mecanizada e Obturação Termoplástica – Ordem dos Médicos Dentistas, Porto (Portugal)

Partilhe o nosso artigo

Share on facebook
Facebook
Share on google
Google+
Share on twitter
Twitter
Share on whatsapp
WhatsApp
Share on email
Email

Siga-nos

Outros artigos

Caso do Mês – Bruno Vitorino

O paciente apresentou-se na clínica com uma degradação muito avançada do seu estado de saúde oral. Apresentava muita falta de dentes principalmente na zona dos dentes posteriores, dentes fracturados principalmente ao nível do maxilar superior e com perda da dimensão do terço inferior da face (dimensão vertical).

Ver Artigo»

A nossa visão do presente e do futuro

Esta semana, convidamos os nossos seguidores a verem o vídeo do Dr. Luís Pinheiro, onde irá ser abordada a visão do presente e do futuro da Clínica CERO. Eis os principais pontos que irão ser destacados:

Ver Artigo»

CASO DO MÊS

REABILITAÇÃO ORAL EXTREMA – IMPLANTES ZIGOMÁTICOS Hoje vimos aqui apresentar um caso clínico que demonstra até onde os nossos ossos

Ver Artigo»

OS IMPLANTES ZIGOMÁTICOS

O QUE SÃO IMPLANTES ZIGOMÁTICOS? Vamos começar por nos localizarmos: Os implantes Zigomáticos têm este nome porque são implantes colocados

Ver Artigo»

CASO DO MÊS

Quando a gengiva não nos facilita a obtenção de um resultado estético previsível…. A nossa publicação de hoje tem como

Ver Artigo»

ENXERTOS ÓSSEOS – MITO VS REALIDADE

ando começamos um texto, uma comunicação ou uma palestra com uma frase chave, como a que está acima tem um propósito: – Chamar a atenção dos leitores, ou dos ouvintes. Nesta situação, a chamada da atenção não para os enxertos de osso em si, porque eles existem…

Ver Artigo»